WELCOME | BEM-VINDO

Aldo Leopold (1886-1948), in his writing entitled The Land Ethic that integrates his book A Sand County Almanac, suggests an extended ethical concern to the community that includes soils, water, plants and animals in the scope of Environmental Ethics. The Earth would be looked at as a living system worthy of moral considerations. Nevertheless, probably since ever, geologists have been concerned with Geoethics aspects. Even without using this term, geologists have spoken and written about Ethics in Geosciences for many years. However, the concept of Geoethics gained relevance in several international conferences in the last two decades. An elaborate and comprehensive definition dates from 2013 and it can be found at the site of the International Association for Promoting Geoethics:

Geoethics consists of the research and reflection on those values upon which to base appropriate behaviours and practices where human activities intersect the Geosphere.

Geoethics deals with the ethical, social and cultural implications of geological research and practice, providing a point of intersection for Geosciences, Sociology and Philosophy.

Geoethics represents an opportunity for Geoscientists to become more conscious of their social role and responsibilities in conducting their activity.

Geoethics is a tool to influence the awareness of society regarding problems related to geo-resources and geo-environment.

Geoethics calls for a careful thought on how Humankind interacts with the Geosphere, but it also reflects upon the academic and the professional activities of geologists. Geoethics acknowledges the relevance and the need to search for a code of conduct for geologists, emphasising the role that geologists can have (and should have) in influencing policy makers towards more sustainable choices, including those arising from the techno-sphere field.

This definition of Geoethics introduces other relevant issues such as the promotion of the social role of Geosciences, in terms of raising awareness to the importance of the geological heritage and its articulation with formal and non-formal educational institutions, so as to assist a correct dissemination of scientific information.

The purpose of Geoethics is to suggest practical solutions and useful techniques that may encourage a cultural renewal in the way Humankind interacts with the Planet. This asks for an enhanced attention to the protection of life and further implies the recognition of the riches of our planet in all its dimensions.

This site aims to present relevant news and publications in the field of Geoethics and to offer updated information related to this scientific area, thereby promoting the development of the potential of Geoethics within the community in general.

 Welcome!

Clara Vasconcelos

[…]

Aldo Leopold (1886-1948), no ensaio intitulado The Land Ethic que integra o seu livro A Sand County Almanac, propõe um alargamento ético à comunidade de forma a incluir solos, água, plantas e animais no domínio da Ética Ambiental. A Terra passaria a ser olhada como um sistema vivo merecedor de consideração moral. Contudo, provavelmente desde sempre, os geólogos se preocuparam com questões de Geoética. Mesmo sem o uso do termo, muito foi escrito e refletido sobre a Ética nas Geociências. Sobretudo nas últimas duas décadas, o termo ganhou relevância em conferências internacionais. Uma definição  elaborada e ampla data de 2013 e encontramo-la no endereço da International Assotiation for Promoting Geoethics:

A Geoética consiste na investigação e reflexão dos valores que devem fundamentar comportamentos e práticas  apropriados em atividades humanas que interferem com a geosfera.

A Geoética preocupa-se com as implicações éticas, sociais e culturais  provenientes da investigação geológica, consistindo num ponto de interseção entre as geociências, a sociologia e filosofia. 

A Geoética representa uma oportunidade para os geocientistas terem uma atitude mais consciente do seu papel social e numa maior responsabilidade na sua prática profissional. 

A Geética é uma ferramenta para aumentar a consciencialização social em relação aos problemas relacionados com os recursos geológicos e com o geo-ambiente. 

No âmbito da Geoética cabe uma reflexão acerca do modo como o ser humano se relaciona com a geosfera, mas ressalta igualmente a preocupação quanto à forma como os geólogos atuam no decurso da sua atividade académica e profissional. A Geoética assume a relevância e necessidade de procura de um código de conduta para os geólogos no exercício da sua atividade profissional, evidenciando que os geólogos podem (e devem) ter um papel influenciador nos decisores políticos quanto a escolhas mais sustentáveis, incluindo as geradas no domínio da tecnosfera.

A finalidade da Geoética é sugerir soluções práticas e técnicas utéis, que promovam uma renovação cultural na forma como o ser humano se relaciona com o planeta. Implica uma maior atenção com a proteção da vida e promove o reconhecimento da riqueza do nosso planeta em todas as suas dimensões.

A Geoética traz também significativos contributos para a geoeducação, ao desenvolver estratégias e recursos que possibilitam uma consciencialização de valores e responsabilidade mais abrangente e concretizada, quer nas escolas quer em locais de ensino não formal como centros de ciência viva e, em especial, os geoparques.

Este sítio pretende apresentar notícias relevantes e publicações no campo da Geoética, mantendo uma informação atualizada desta área científica e promovendo o desenvolvimento do seu potencial junto da comunidade em geral.

Sejam bem-vindos!

Clara Vasconcelos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.