Previous
Next

Espaços naturais e espaços verdes urbanos do Porto



Espaços naturais e espaços verdes urbanos do Porto – Orientações para a definição da Estrutura Ecológica Municipal


Farinha-Marques, P.; Alves, P.; Fernandes, C.; Guilherme, F.; Gonçalves, C. & Araújo, R. (2023).
Espaços naturais e espaços verdes urbanos do Porto: Orientações para
a definição da Estrutura Ecológica Municipal. Porto: Faculdade de Ciências da Universidade do Porto.
ISBN 978-989-35015-4-2.


download

A presente publicação incide sobre os espaços naturais e os espaços verdes
urbanos do Porto, gerando orientações espaciais e estratégicas para a sua
estrutura ecológica municipal. Este documento reúne os principais conteúdos
produzidos no âmbito da “Instrução ambiental e paisagística da revisão
do Plano Diretor Municipal do Porto”, trabalho realizado pelo Centro de
Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos da Universidade do
Porto (CIBIO-InBIO) para a Câmara Municipal do Porto.

O trabalho desenvolveu-se em diversas fases, de 2016 a 2018, sendo que
os principais objetivos foram aqui compilados em dois grandes capítulos: 1)
a caracterização e diagnóstico de referência dos espaços naturais, espaços
verdes, habitats, fauna e património biofísico e paisagístico da cidade do
Porto (capítulo II); e 2) uma proposta de estrutura ecológica municipal para
a cidade do Porto, sob a forma de uma rede de espaços interconectada por
corredores verdes (capítulo III). Este ensaio termina com a apresentação
de recomendações gerais, assim como a identificação das principais
oportunidades e constrangimentos para a concretização da estrutura
ecológica municipal do Porto. Deve notar-se que toda a reflexão aqui realizada
se baseia na situação existente no período de 2014 a 2016, sendo que todas
as orientações e propostas dizem respeito a este período.

Topo