Aviso: Se está a ler esta mensagem, provavelmente o browser que utiliza não é compatível com os "standards" recomendados pela W3C.
Sugerimos que actualize o browser para ter uma melhor experiência de utilização.
Mais informações em webstandards.org

 
 
_
ad
 
A FCUP
ALUNOS
ENSINO
INVESTIGAÇÃO
DEPARTAMENTOS
PESSOAS
SERVIÇOS
CONTACTOS
INFOCIÊNCIAS
Calendário Escolar
Calendário de Exames
Prazos de Inscrições
Regulamentos/Informações
Serviços/Recursos
Bolsa de Emprego
PEEC
AEFCUP
SASUP
[‹‹]VOLTAR
Guerra biológica: decifrando a genómica de venenos naturais e os mecanismos de resistência natural a venenos
Tutor/Responsável: AGOSTINHO ANTUNES PEREIRA
Instituição: FACULDADE DE CIÊNCIAS DA UNIVERSIDADE DO PORTO (FCUP)
Local: FCUP e CIIMAR
Área: BIOLOGIA, AMBIENTE E GENÉTICA
Ano Lectivo: 2017/2018
Duração: 6 meses
Data início: 2018-02-03
Data final: 2018-07-31
Vagas: 1
Podem candidatar-se: L :: Biologia (2º Ano) (3º Ano)
L :: Bioquímica (2º Ano) (3º Ano)
L :: Ciência de Computadores (2º Ano) (3º Ano)
PERFIL DE COMPETÊNCIAS
Elevada motivação, interesse em genética, genómica, biologia molecular, biodiversidade, etc.
PLANO DE ESTÁGIO
Famílias de genes que codificam proteínas e péptidos com actividade tóxica são sintetizados por vários animais, incluindo medusas, gastrópodes marinhos, peixes, cobras e mesmo mamíferos. A prospecção de toxinas tem-se focado mais recentemente em venenos de cobras, um campo de investigação promissor que resultou na descoberta de importantes drogas para o tratamento do cancro. Contudo, outros grupos de vertebrados (p.ex. peixes) e invertebrados (p.e.x. cnidários) possuem milhares de espécies venenosas, representando um inexplorado recurso para a caracterização genómica de genes que codificam venenos naturais. Compreender a base genética da diversificação de genes codificadores de venenos em vários vertebrados e invertebrados pode fornecer importante informação para compreender a evolução de espécies, especialização ecológica, e novidades genéticas que poderão ser de elevada importância para a investigação biomédica e genética.

Contrastando com o sucesso evolutivo dos compostos venenosos, algumas espécies de metazoários adquiriram naturalmente resistência ao efeito dos venenos. Os mecanismos moleculares responsáveis por essa resistência natural encontram-se ainda pouco caracterizados. Adicionalmente, os animais venosos estão protegidos dos seus próprios venenos. A caracterização e compreensão desses mecanismos de resistência natural aos venenos pode fornecer informação valiosa para o desenho de novos e mais eficientes antídotos, que será de grande importância para a investigação farmacêutica e a saúde humana. Essas toxinas, ligeiramente modificadas ou em diferentes doses, podem também ter importantes propriedades biomédicas em alguns organismos.
e-LEARNING
AUTENTICAÇÃO
QUICKLINKS
Webmail
Cooperação Internacional
Centro Informática
Biblioteca
Bolsa Emprego
Como chegar à FCUP?
FUNDO ANTIGO
NOTÍCIAS
GALERIA IMAGENS
SAÚDE E BEM-ESTAR
LINHA SOS - UP
AEFCUP
FCUP 2017